quinta-feira, maio 01, 2008

Convite

Editorial Minerva

Rua da Alegria, nº 30 - 1250-007 Lisboa - Portugal



- Próximo do Parque Mayer e do Hot Club -



Tel. (+351) 21 322 49 50 - Fax (+351) 21 322 49 52



www.editorialminerva.com

minerva_dna@netcabo.pt





AUTOR



Projectos literários com atitude, ousadia & diferença






CONVITE



EDITORIAL MINERVA e os autores têm o prazer de convidar V. Exª, família e amigos, para a sessão de apresentação do álbum de fotografia FRAGMENTOS DE EMOÇÃO - antologia de fotógrafos contemporâneos, 47 autores*, (capa do designer Ruben Ortet) a realizar no dia 8 (Domingo) de Junho de 2008 pelas 16 horas em



FEIRA DO LIVRO DE LISBOA


Auditório Principal – APEL

Parque Eduardo VII



Coordenação da sessão e breve reflexão sobre o projecto por Ângelo Rodrigues. Apresentação da obra pelo fotógrafo Ricardo Dias (Coordenador Editorial e ex-director da Revista «O Mundo da Fotografia»). Breve intervenção pelos autores. Momento musical (canções) pelo cantor/autor Francisco Naia.



Gratos pela honra da comparência



http://fotosactual.blogspot.com

Blogue sobre o projecto







VISITE O STAND DA EDITORIAL MINERVA NA 78ª FEIRA DO LIVRO DE LISBOA

Parque Eduardo VII de 22 de Maio a 10 de Junho







AUTORES*






Álvaro Manuel Mendes Cordeiro
http://www.olhares.com/acordeiro

António Pedro Pires Bahamonde Alves
http://www.olhares.com/bahamonde

António Vieira da Silva
http://antoniovieiradasilva.blogspot.com

Armando Isaac
http://www.olhares.com/Armani

Armindo Dias
www.myspace.com/negateven

Bárbara Monteiro
http://www.olhares.com/nonsense

Clarisse Gonçalves Regueiró
www.clarisse-regueiro.com

Cristina Mestre
www.crismestre.com

EDARF


Eugénio Violante
http://www.olhares.com/EVIOLANTE

Fátima Condeço
www.fatimacondeco.net

Fernando Batista
http://www.olhares.com/febat

Fernando Carrasqueira
http://www.olhares.com/ARTNIS

Filipe Monteiro
www.olhares.com/fmonteiro

Francisco Cortez
www.freewebs.com/fcortez

George Brum Cereça
http://www.olhares.com/georgecereca

Gregória Correia
http://www.reflexosonline.com/gregoria

Helena Paixão
www.flickr.com/people/postais_de_paixao

Hugo de Macedo
http://clickclickavecmoi.official.ws

Isabel Osório
http://www.olhares.com/okhwiri

João Pedro Pinto
http://jaguiarpinto.blogspot.com

João Tiago Dias
www.olhares.com\jtiagodias

Joaquim Fonseca
http://www.pbase.com/joaquim

Joaquim Manuel Morais Machado
http://www.formasdeolhar.blogspot.com

Johaness
http://www.olhares.com/Johannesw

Jose Calheiros
http://www.olhares.com/JoseCalheiros

José Rasquinho
http://joserasquinho.blogspot.com

Joshua Gabriel Benoliel Ruah
http://www.olhares.com/benoliel

Lucia Lupenny Rodrigues


Luis Filipe Lucas Barroso
http://www.olhares.com/Filipe75

Margarida Neves
http://marseven.blogspot.com

Maria do Rosário António
http://www.olhares.com/rosario123

Maria Manuela Botelho M. Gonçalves
http://www.reflexosonline.com/xu

Mário Rui S. M. Carmo e Pinto
http://www.reflexosonline.com/thalassanipto

Miguel d'Hera
http://migueldhera.no.sapo.pt

Nuno de Sousa
http://nunoalexsousa.blogspot.com

Patrícia Vilela Antunes
http://www.reflexosonline.com

Paulo César
www.paulocesar.eu

Paulo Frutuoso
www.reflexosonline.com/rebel

Paulo Madeira
www.paulomadeira.net

Paulo Sérgio Rodrigues dos Santos
http://www.photospaulo.net

Paulo Vilardouro
http://www.eset.com.br

Pedro Noel da Luz guerreiro
www.guerreirodaluz.com

Pedro Torres Abreu Jorge da Silva
http://www.olhares.com/petter

Point of View
http://www.pointofview-photo.com

Rui Miguel Figueiredo
www.RuiMiguelFigueiredo.blogspot.com

Sérgio Sardinha
http://www.olhares.com/ssardinha

Álvaro Manuel Mendes Cordeiro
http://www.olhares.com/Filipe75

António Pedro Pires Bahamonde Alves
http://marseven.blogspot.com






Páginas: 204

Formato: 26 x 18 cm









PREÂMBULO


«A virtude da câmara não é o poder que tem de transformar o fotógrafo

num artista, mas o impulso que lhe dá de continuar a procurar»



Brooks Atkinson



1. Olhamos - demoradamente - com os olhos da alma, as fotografias deste sui generis projecto que “baptizamos” de «Fragmentos de Emoção – antologia de fotógrafos contemporâneos». São imensas as sensações de prazer estético que muitas das fotografias nos proporcionam. Sabemos agora, que as palavras são banais, curtas, pobres e inapropriadas para descrever a magia, o poder e a força de algumas destas imagens. Convidamo-lo também, a entrar neste uni-verso visual, poético e onírico, de beleza, luz e paz (Oikeíosis). Com Arte e pela Arte, a vida é possível e desejável.



2. Porquê este projecto? A primeira resposta é simplesmente porque-sim. É decerto uma pergunta com uma resposta ao mesmo tempo tão óbvia quanto extremamente complexa. Há três certezas em toda a verdadeira Arte que gostaríamos de partilhar convosco: a contradição, o inconformismo e a insatisfação. É da luta dos opostos que sai o novo e o diferente como nos ensina todos os dias a vida. É urgente vi-ver des-alma-damente; é preciso imaginação, talento, experiências, fruições, êxtases, loucuras... é preciso saber-olhar e ver este mundo e os outros com paixão e diferença-quotidiana para re-inventar a beleza-dos-dias e assim ser possível suportar e tranquilizar as nossas vidas tão carentes e tão descuidadas de essencial - é também isto que nos leva à paixão e à fruição das fotografias deste nosso e vosso projecto. Os deuses, as mulheres e os homens envolvidos nesta obra, são artistas que se inquietam e que perguntam, que estão em demanda do seu próprio graal, que desejam mudanças que nos permitem desbravar e aventurar em novos mundos. Parafraseando Pessoa, a Vida não basta, necessitamos da Arte como de pão para a boca! Comamos já esta obra e alimentemo-nos saudavelmente da sua beleza intrínseca! A nossa alma agradece.



3. Pelo crepúsculo, calmos, serenos e em paz com o Uni-verso, contemplamos os trabalhos “luminantes” desta obra; é nesse ser-e-estar que sentimos estes pedaços de fragmentos do tempo, a que chamam fotografias, como janelas mágicas que se abrem para um prometido mundo de encantamentos. Falamos também de uma arte-maior, plena de poeticidade, qualquer coisa de enigmático e de sublime que fica algures entre o imanente e o transcendente. Fazemos e reiteramos aqui - com toda a propriedade e aquém do justo e do merecido - a apologia destes “fragmentos de emoção” que nos libertam, qual kathársis (purificadora) que nos permite uma aproximação à indefectível doçura dos deuses. Estamos na presença de uma obra ousada, corajosa, indelével, profunda, marcante, que embriaga... Beleza, luz, sonho, movimento, forma, aventura-da-cor, gesto-de-ternura, paixão, alquimia, eternidade, doçura, asas... tantas palavras aparentemente interessantes para ajudarem à fruição e ao sentido desta obra inovadora e absolutamente necessária; contudo, revelam-se pobres, inexactas, patéticas, ridículas… perante a essência desta proposta.



4. Respirando o fascínio e o enigma da noite, aflora-nos à mente o que Nietzsche nos ensinou: que o aborrecimento e o conformismo do mundo serão superados pela vivência e pela fruição da Arte. Obrigado a todos os fotógrafos contemporâneos incluídos nesta antologia por nos terem docemente perturbado.



Ângelo Rodrigues

António Vieira da Silva

Gostaria de examinar sua caixa de entrada ainda mais rápido? Experimente a versão completa do Windows Live Hotmail. (É grátis, também.)